Acerca da mediocridade

31 01 2011

Tento entender a mediocridade. Obviamente não é um problema genético porque não é e pronto. Penso mil coisas, mil causas. Me ocorre que a mediocridade é a característica das pessoas que se crêem mediocres. A primeira vista poderíamos pensar numa causa externa, uma influência do meio. Mas não é. Parece haver pessoas que ao se descobrirem pessoas, lá na tenra idade, se julgam e se sentenciam: sou meio incapaz. Em seguida concluem num raciocínio aparentemente lógico que não adianta querer ser diferente. A partir daí aceitam e se contentam com o suposto fato de serem menos capazes que outros. Absurdo. Pertencemos à mesma espécie e temos todos as mesmas capacidades potenciais de desenvolver nossas capacidades.

Jayme Caetano Braum, do alto de sua payada missioneira sentenciou a si próprio: sou gaúcho e isto me basta. A frase que por si só já merece ser citada sempre que houver oportunidade, em nada se aplica ao caso, mas a idéia nela contida é aplicada ao contrário pelos que se sentenciaram mediocres. Ser gaúcho é a qualidade atribuída a todos os que nasceram no Rio Grande do Sul – Brasil. Ser mediocre entretanto, não é qualidade natural que se possa atribuir a todos que nasceram na espécie humana.

Não obstante, tais humanos se declararam mediocres ignorando o fato de serem portadores do mesmo código genético dos demais e se sentenciaram menos capazes que outros da mesma espécie ainda que não o fossem.  Isto feito, vivem a cumprir sua própria sentença para desespero de alguns e deleite de outros que os exploram descaradamente sem encontrar resistência. Marx chamou isto de alienação. Passado esse tempo todo, penso que a alienação pode ser fruto da mediocridade. E se for, só muda com choque, nem que seja elétrico. Mas o mais provável é que a mediocridade reinante seja fruto da alienação. A alienação é fenomeno induzido. Os barões da mídia que o digam. E tome Big Brother. Um povo mediocre é mais facilmente dominado. “El enemigo siempre parece más grande cuando se lo mira de rodillas”, disse San Martin.

A mediocridade humana  só vai acabar quando não tivermos mais pessoas alienadas o que só vai acontecer quando trocarmos de classe dominante. Então mãos à obra. Ou continuaremos com aquela sensação esquisita de ficar sem assunto quando todos em volta começam a falar do Big Brother, tratando seus participantes pelo nome.

Tudo isso pode ser um monte de bobagens sem qualquer significado científico ainda que possa eventualmente servir para diversão ou martírio intelectual de quem está lendo.

Tudo isso na verdade decorre da irritação que às vezes toma conta de mim em relação à mediocridade que assola grande parte da humanidade, e que às vezes bate à minha porta personificada em alguém.

Talvez seja covardia… afinal, com um pouquinho de coragem, sempre poderemos nos rebelar e escolher um caminho diferente dos que escolheram para nós.

Por hoje chega

Anúncios

Ações

Information

One response

31 01 2011
Luiz Fernando

Caio e suas inquietudes!
Vejo que o ser humano é essência de vida e por isso é suficiente viver.
Estar em alguma situação já é questão de escolha pessoal aliada à condição social.
Ou ambas estão juntas, ou se está com uma delas.
Não vejo pessoas medíocres, mas, que cada um sabe o que é de seu interesse, de seu agrado e o que a condição social permite.
Cabe a cada um, portanto, romper com barreiras que limitam alcançar seus interesses particulares e coletivos para um novo reposicionamento perante si e a sociedade.
Como cada um tem a sua experiência de vida e seus objetivos, estarão sempre diferentemente posicionados em relação ao outro, dando idéia de que, os que analisam, sintam-se superiores ou inferiores aos que são analisados.
Veja em obstáculos epistemológicos, algumas dessas dificuldades…
Meu abraço.
Luiz Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: