Liberdade de expressão igual para todos só existe na Constituição

22 11 2010

Cada vez que se fala em regulamentar o direito à Comunicação, as grandes redes de mídia se transformam em paladinas da liberdade. Liberdade é uma palavrinha sem-vergonha. Parece um tabu. Ninguém pode falar mal dela sem ser considerado um crápula, um ditador, um bandido. Liberdade tem que ser sempre boa.
Os donos das empresas de comunicação adoram a liberdade, mas só a liberdade deles ganharem dinheiro e imporem sua ideologia de classe, não a dos outros. E a Liberdade que tem dono não é mais Liberdade.
Teoricamente a liberdade de expressão de cada cidadão é igual. Todos temos o mesmo direito de nos expressar. Mas enquanto eu só tenho a minha garganta e minhas cordas vocais para dizer o que penso e os membros da família Marinho, por exemplo, tem a Rede Globo de televisão, outra rede de rádio, outra de jornais impressos e outra de TV por assinatura. Será que a Liberdade de Expressão deles é igual à minha?
Quando o governo resolveu criar a TV Brasil, uma rede pública de televisão, todos os meios de comunicação gritaram juntos que isto era mais um desperdício de dinheiro público e que teria fins políticos, etc, etc. Claro que a campanha pró-Serra feita pelas redes de mídia não era política. Era…era…era o que mesmo? Era liberdade de Expressão! Deles. Igualzinha à minha.
Mas na verdade tudo isso é apenas introdução para um Vídeo que explica o problema muito melhor do que o que está escrito até aqui. Ele foi produzido pelo INTERVOZES, um coletivo de cidadãos, na maioria jovens, estudantes de comunicação e militantes da causa da democratização da conunicação.
Então, clique play e alimente sua indignação. A verdadeira indignação é o caminho para as mudanças. Entre nesta luta.

Anúncios

Ações

Information

2 responses

23 11 2010
Mara Loguercio

Excelente o filme: só me escaparam alguns dados da ficha técnica que passaram muito rápido. Por isso não sei se houve alguma menção ao filme Ilha Natural do Giba Assis Brasil e Jorge Furtado que já usavam aquela imagem do telencéfalo altamente desenvolvido e do dedo opositor. Se não houve, creio se tratar de uma falha conhecida como plágio! Além disso faltou denunciar que se trata de um serviço público concedido “sem processo licitatório”, ou seja, corrupto em si. E neste caso, é o contribuinte quem arca com todo o lucro das empresas e paga, inclusive, os altíssimos para alguns e baixíssimos para o “baixo clero”, salário dos “comunicadores”.

23 11 2010
caioteixeira

Oi Mara
O Video é declaradamente inspirado no Ilha das Flores e conta com total apoio do Jorge Furtado que inclusive aparece numa cena rapidamente.
Realmente o fato de não haver licitação ficou faltando, mas, na qualidade de roteirista e diretor de TV, devo dizer que às vezes algumas coisas nos escapam ou de alguma forma somos obrigados a escolher o que ficar de fora por conta do limite de tempo para cada programa. Não se foi este o caso pois não conheço os produtores mas o video ficou muito bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: